Sobre estar "na pedra": não perca as esperanças!

September 17, 2018

Fala Marítimo, tudo bem?

Hoje o tema é A Crise! O propósito dessa postagem é dar umas ideias para quem está passando por esse momento de espera e indecisão.

Como já falamos para praticantes no último post, vamos focar na galera que já terminou a praticagem e não foi contratada ainda. No meio marítimo, chamamos isso de estar “na pedra”.

Passar por esse momento é bem difícil, algo que a Escola não nos prepara e por mais que as expectativas sejam ruins, sempre imaginamos que pode ser diferente com a gente. Mas e quando não é diferente e fazemos parte da estatística, o que fazer?

Primeiramente, não deixe de enviar seu currículo para as empresas de navegação. Busque os e-mails específicos do pessoal do RH, peça a amigos que estão contratados por indicação e não deixe de comentar a sua situação. Talvez você encontre alguém que conhece alguém que pode te ajudar!

Em segundo lugar, tenha um plano B. Muitos querem seguir na profissão e não se veem mudando para outros rumos, mas precisamos de uma nova estratégia até que consigamos chegar ao objetivo principal. Se seu plano B for fazer um curso – relacionado com a profissão ou não – faça! Se for dar aulas, faça! Se for arranjar um outro emprego, faça! Isso pode te motivar e ainda servirá de “plusnuma entrevista na hora de responder: -“E nesse tempo “em casa”, o que você fez?”.

Em terceiro lugar, e último, não perca as esperanças. É difícil nesse momento se manter motivado e animado, mas é certo que cada um lutou para chegar até onde chegou e não pode desistir agora. Converse com amigos, familiares, colegas que estão trabalhando – na sua área ou em outra. Eles podem te fazer enxergar algo que você não está vendo imerso nessa crise.

Então, usando um jargão nosso para finalizar essas dicas, dizemos: Aponte para a Fé e Reme! Não será fácil, mas nada foi até então.

Samuel Marambaia Silveira

Segundo Oficial de Máquinas

comments powered by Disqus